INDEPENDÊNCIA E MORTE! - CAP12

Demorou, mas os Norgors encontraram o esconderijo do governador e sua filha. Sob a mira das armas, pai e filha saíram de onde estavam com as mãos na cabeça.
À medida que saíam da residência, os Norgors iam espalhando pequenas peças pelos cantos. Quando saíram, com um controle remoto, detonaram um incêndio.
Lá se foi o pelotão: dois soldados à frente e três soldados atrás. De repente, próximo a um prédio, tiros de laser cortaram o ar. Dois soldados atrás revidaram enquanto o resto do pelotão continuou a escolta buscando refúgio no prédio.
Porém, cruzando os portais, os dois soldados da frente foram atacados repentinamente por um C.G.MEX conhecido por Ruth:
-Jonas!
-Shhhh!!! – e pôs a mão na boca da jovem.
Ruth tirou a mão delicadamente:
-Pensei que você tinha nos abandonado. – comentou em voz baixa.
-Nunca, minha senhora! Onde está seu pai?
Olharam para trás. Não viram Cardoso. Correram para o portal: o governador tentava desarmar o último Norgor.
Num reflexo, Jonas correu em direção aos combatentes. Mas Jonas não foi rápido o suficiente: o Norgor conseguiu se desvencilhar e atirou à queima roupa no governador.
Quando chegou perto, Jonas esmagou o Norgor contra uma parede. Voltou-se para o governador.
-Ele... está vivo? – perguntou Ruth em desespero.
-Estou, querida!... – respondeu o pai.
-Mas está muito ferido! Precisamos nos esconder antes que os outros percebam que os tiros foram só um truque. – disse Jonas carregando o governador.
-Como... você conseguiu? – perguntou Cardoso.
-Atirei num ângulo certo de uma janela do prédio na janela de outra, refletindo os tiros. – respondeu o robô.
-Você não é tão inútil quanto eu imaginava...

0 comentários:

Postar um comentário

ANTES DE COMENTAR:

- não escreva em CAIXA ALTA;
- não divulgue links;
- não escreva com miguxês, internetês e similares;
- respeite as opiniões apresentadas.

Obrigado.

 
T.E.C. © 2010 | Designed by Trucks, in collaboration with MW3, Broadway Tickets, and Distubed Tour | Customized by Sybylla