RISCO DE MARTE - CAP19

Embora a colônia não contasse com um número muito grande de moradores, um volume grande de pessoas veio à festa prometida pela Vigoroh. Muitos vieram de outras colônias em transportes que lembravam uma fusão de ônibus com veículos lunares.
Esse era o problema com a segurança da colônia naquele momento: não havia homens suficientes para cobrir toda esta movimentação, o que era o trunfo do plano de Caio.
Mas Adler era mais esperto. Durante muito tempo, ficou matutando como o ex-agente conseguiria mostrar as provas da doença dos poços sem levar um tiro ao entrar no palco onde ele faria seu discurso. Mas, inevitavelmente, ele conseguiu sua resposta.
-Ele está aqui! – anunciou um dos seguranças jogando, todo ensangüentado, Caio perto de Adler, em sua sala no evento.
-Finalmente, Caio Gomes, você parou de me atrapalhar. – respondeu o executivo.
Caio, com dificuldade, levantou sua cabeça. Um olho inchado e outro semi-aberto pareciam querer entender como o vice-presidente o encontrara.
-Bom, meu amigo, acho que você quer saber o que deu errado. Simples. Só havia um modo de você divulgar nosso segredo e ficar a salvo: da sala de mídia.
Lentamente, Caio sentou-se no chão.
-Esta sala cuida do áudio e vídeo do evento. Lá, eu poderia substituir sua voz no microfone e sua imagem no telão para poder desmascarar a Viguroh a todos aqui.
-Isso mesmo. Bastou eu deslocar meus agentes para pegá-lo em flagrante nesta sala.
-Senhor, isto estava com ele. - disse um dos homens entregando um pen drive.
-Aqui acaba seu motim, Caio. – e pisou no objeto destruindo-o.
-Tudo bem, Adler! Vá lá fora e faça o seu discurso! – gritou Caio.
-Acha que sou tolo, homem? Nada me garante que você não tenha conseguido fazer algo para comprometer aqueles equipamentos. Não. Fazer este discurso é exatamente o que você quer.
-E como vai fazer para falar com milhares de pessoas?
-É só usar o antigo equipamento de som local. Talvez os últimos não consigam ouvir, mas poderei fazer o esperado discurso em segurança.
Caio socou o chão.
-Mas não fique triste. Mesmo que todos em Marte não consigam acompanhar, o link de transmissão para a Terra, que está instalado longe da sala de mídia que você profanou, irá transmitir o meu discurso e como nós, da Viguroh, conseguimos deter um terrorista como você.
-Você é o criminoso aqui, Adler. Você e a Viguroh!
-Eu poderia até prender você com a Dra. Caetano, mas meus homens não deixarão que você chegue vivo até a prisão...

0 comentários:

Postar um comentário

ANTES DE COMENTAR:

- não escreva em CAIXA ALTA;
- não divulgue links;
- não escreva com miguxês, internetês e similares;
- respeite as opiniões apresentadas.

Obrigado.

 
T.E.C. © 2010 | Designed by Trucks, in collaboration with MW3, Broadway Tickets, and Distubed Tour | Customized by Sybylla