Conto (capítulo 14) - Dejavú

-Estava precisando falar comigo, Reitor? – perguntou Renato.
- Sim, Renato. Gostaria de agradecer-lhe novamente por ter detido Luís. Os pesquisadores informaram que, se a máquina tivesse sido operada, ela poderia pegar fogo e perderíamos anos de pesquisas, além dos prejuízos físicos nos laboratórios.
-Como já disse, eu sempre estou disposto a ajudar.
-Eu tenho percebido como você é leal a esta instituição e às pessoas à sua volta. Por isso, eu gostaria de premiá-lo por ser um bom funcionário. Você terá, à disposição, uma linha de financiamento para uma pesquisa à sua escolha. Você continua dando aulas, mas vai ganhar mais para trabalhar também com pesquisa.
Renato ficou surpreso. Parecia que o mundo não recompensava quem fazia o que era certo. Estava alegremente errado.
-Mas, todos os laboratórios não estão em uso?
-Pode usar o do dr. Rui. A pesquisa dele foi cancelada.
-Mas ele estava envolvido com Luís?
-Não... Luís confessou que era tudo idéia dele e conheço o Rui. Por baixo daquela arrogância toda, ele é uma boa pessoa.
-Reitor, eu não gosto de ver pessoas numa situação ruim. Eu gostaria de utilizá-lo em minha pesquisa.
O reitor estranhou. Ninguém nunca fez um ato de caridade para Rui.
-Tudo bem. Vá falar com ele. Ele está retirando as coisas do laboratório.
Renato seguiu para o laboratório de Rui. Ele já saía com uma caixa de pertences pessoais:
-Vocês são muito pequenos para todo o meu potencial!!!
-Espere, Dr. Rui! Preciso do senhor em minha pesquisa!
O cientista olhou para Renato:
-O quê?
-Eu sou o novo pesquisador desta sala, mas reconheço que o senhor tem um grande potencial para a escola. Gostaria de aproveitá-lo aqui.
Um pouco aborrecido, Rui responde:
-Teria de ser algo pelo qual eu me interesse.
Renato pensou:
-Veja bem: eu sou biólogo e eu gostaria de estudar a capacidade de congelamento do Weta, um grilo da Nova Zelândia que pode ser congelado e descongelado que não morre. Seria interessante tentar aplicar isso em humanos. Uma das possíveis aplicações seria congelar viajantes espaciais até que chegassem a seu destino fora do sistema solar.
Rui levantou a sombrancelha:
-Essa é uma pesquisa que realmente me interessa. Estou dentro.
Entrando de volta no laboratório, Rui perguntou:
-Como você teve essa idéia de pesquisar o Weta?
-Eu não sei. É uma sensação de dejavú...
FIM

0 comentários:

Postar um comentário

ANTES DE COMENTAR:

- não escreva em CAIXA ALTA;
- não divulgue links;
- não escreva com miguxês, internetês e similares;
- respeite as opiniões apresentadas.

Obrigado.

 
T.E.C. © 2010 | Designed by Trucks, in collaboration with MW3, Broadway Tickets, and Distubed Tour | Customized by Sybylla