Conto (capítulo 10) - NÃO SE MORRE MAIS COMO ANTIGAMENTE

Nos meses que se seguiram, João aplicou todo o conhecimento aprendido nos controles da fábrica. Para a década de 70, a fábrica contava com apetrechos de primeiro mundo, tudo obtido por Armando. Talvez fosse isso que levava os superiores do mal-humorado funcionário a relevarem sua conduta pouco amistosa.
Entretanto, João começou a trazer dispositivos do século 21, o que modernizou ainda mais os controles das máquinas.
Entretanto, algo que poderia ameaçar Armando pareceu deixá-lo mais amistoso do que o contrário.
-O que o senhor está instalando aqui na central de energia, senhor Silveira?
-Jairo, eu já lhe disse: pode chamar-me de João.
-Desculpe. Eu esqueço que o senhor gosta de uma conversa mais informal.
-Eu estou instalando um dispositivo de segurança. Ele garante que, caso algum relê de segurança das bombas de produtos químicos desative o bombeamento, ele só poderá ser reativado daqui com o meu cartão magnético de identificação.
-Mas o que isso tudo significa?
-O reservatório principal recebe muitos produtos químicos, mas se ele receber uma determinada seqüência de produtos poderia explodir e envenenar o ar e o rio matando todos na cidade.
-Sim. Por isso nós instalamos aqueles apetrechos nas bombas que o senhor chamou de “controladores”. Mas estamos na central elétrica da fábrica.
-Isso mesmo. Este painel é uma garantia extra. Uma vez que as bombas estejam desativadas, elas só podem ser religadas a esta central daqui. Isso permite que analisemos o erro mais uma vez antes de ligar tudo de novo.
-Mais uma vez?
-Sim. O controle das bombas, em si, ainda é feito pela central de controle onde trabalhamos.
-É muito inteligente da sua parte. O Armando nunca pensaria nisso.
João deu um sorriso.
-Jairo, ele não é tão ruim assim...
-Ele se acha o dono da verdade, João. Ele parece só dar ouvidos a você.
-Acho que Armando não tem nada na vida. Só a fábrica. Por isso ele deve ser tão meticuloso.
-Ele tem que arranjar uma mulher!
Os trabalhadores caminhavam de volta à fábrica principal. O expediente já havia terminado. Um forte laço de amizade havia se desenvolvido entre eles.

0 comentários:

Postar um comentário

ANTES DE COMENTAR:

- não escreva em CAIXA ALTA;
- não divulgue links;
- não escreva com miguxês, internetês e similares;
- respeite as opiniões apresentadas.

Obrigado.

 
T.E.C. © 2010 | Designed by Trucks, in collaboration with MW3, Broadway Tickets, and Distubed Tour | Customized by Sybylla